divida

Resolvemos Problemas de Crédito, Empréstimos e Endividamento.

Os nossos especialistas têm ajudado milhares de portugueses a reduzir prestações, créditos e dívidas bancárias e a evitar penhoras.

  • Tem dificuldades em cumprir os créditos e empréstimos?

  • Já tem ou pode vir a ter o ordenado penhorado?

  • Está em risco de insolvência e de perder a casa?

endividamento

AGENDE UMA CONSULTA

PREENCHA O FORMULÁRIO!

li e aceito a política de protecção de dados

X

política de protecção de dados

A) INFORMAÇÕES RECOLHIDAS
Para podermos contactar, responder e tratar o seu caso, tal como nos está a solicitar expressamente ao preencher este formulário, recolhemos os dados de contacto comuns (nome, código postal, telefone, email, assunto).
O INSTITUTO DO CLIENTE assume que os dados foram inseridos pelo respectivo titular ou que a sua recolha foi autorizada pelo mesmo e que nos está a solicitar o contacto e solução do seu assunto.
Ao preencher o formulário está já a solicitar o contacto imediato do Instituto do Cliente não sendo necessária nenhuma confirmação adicional e redundante antes de o contactarmos.
B) CONSERVAÇÃO E UTILIZAÇÃO DOS DADOS
Os sites e respectivas bases de dados estão registados e aprovados pela CNPD.
A conservação e utilização dos dados cumpre os requisitos da RGPD.
Os dados são usados apenas pelo técnico ou consultor que lhe for atribuído, para o contactar por telefone, sms e/ou email, e assim responder e tratar das questões e dos pedidos por si efectuados. Ao registar-se os clientes ou sócios têm estas condições disponíveis para consulta e dão autorização para estas operações e estão expressamente a solicitar o nosso contacto.
Se o seu assunto não tiver continuidade e não ficar sócio ou cliente do Instituto do Cliente, os seus dados são apagados de sistema num período máximo de 6 meses.
Se ficar sócio ou cliente, os seus dados ficam em sistema para lhe prestarmos as assistências necessárias, sendo que nesse caso terá um contrato específico conforme a situação, onde serão detalhados os direitos, obrigações, uso dos dados, etc, de ambas as partes.
O Instituto do Cliente não vai guardar ou utilizar os dados para promover no futuro outros produtos ou serviços que não os solicitados neste momento, e não fazemos mailings nem telemarketing nem nenhuma acção de marketing directo.
C) TRANSFERÊNCIA DE DADOS
Para tratar do seu assunto o INSTITUTO DO CLIENTE pode ter que fornecer os seus dados e documentos a outras entidades, nomeadamente entidades bancárias e seguradoras, entre outras, para análise e solução do seu caso. Ao fornecer-nos os seus dados e documentos está implícita e expressamente a autorizar o Instituto do Cliente a transferir os mesmos para essas entidades parceiras, e a autorizar estas mesmas entidades a usar os seus dados para análise e solução do seu assunto. Conforme as situações nalguns casos irá assinar um documento específico para autorizar a cedência e utilização de dados e documentos pelas entidades parceiras do Instituto do Cliente, mas caso não seja solicitado, o fornecimento de dados e documentos implica a autorização para o seu uso justificado e necessário.
Se ficar sócio do IC estão cobertos por 2 seguros, um jurídico (da ARAG) e outro médico e técnico (da Inter Partner); para serem activos e válidos, estas seguradoras recebem os dados dos sócios, havendo um contrato específico para esse efeito.
Excepto para tratar do seu assunto específico que nos está a solicitar, não fornecemos dados a nenhuma entidade, muito menos entidades de marketing directo.
Excepto o administrador de sistema, nenhum utilizador consegue acesso à base de dados completa, o acesso é feito apenas registo a registo, sem qualquer possibilidade de uso indevido.
D) MODIFICAÇÃO OU ELIMINAÇÃO DOS DADOS
Os dados facultados encontram-se sujeitos a sigilo, sendo garantido ao título o direito de acesso, rectificação, supressão ou oposição dos mesmos nos termos da lei, mediante solicitação por escrito ao INSTITUTO DO CLIENTE (através do email info@institutodocliente.com), podendo ainda o titular rectificar os seus dados.
E) GOOGLE E COOKIES
A Google coloca cookies neste site e no seu computador para personalizar e ajustar as suas pesquisas às suas necessidades, guardando e usando dados demográficos como o sexo, idade e localização, de forma a poder mostrar-lhe mais facilmente a informaçao que procura, e ao submeter este formulário desde já declara tomar conhecimento e aceitar esta política.

Envie o formulário e aguarde o nosso contacto!

Onde Estamos

O que podemos fazer por si?

Nesta grave crise as famílias endividadas não conseguem pagar os seus créditos e empréstimos e arriscam-se a ter ordenados penhorados e até perder as suas habitações. Os seus bancos/cartões/financeiras vão recusar baixar as prestações desses créditos, sejam crédito habitação ou créditos pessoais.

Empresas de consultoria cobram custos de processo muito elevados, independentemente de resolverem ou não o seu problema de endividamento.

Os nossos especialistas de crédito e endividamento, com a maior transparência e ética, encontrarão para si a melhor solução de crédito e os custos processuais mais reduzidos.

Além da melhor solução, A CONSULTA E ANÁLISE DOS SEUS CRÉDITOS SÃO GRATUITAS.

credito

Renegociação de créditos

Tem vários cartões e créditos na Cofidis, Cetelem, Oney, Barclaycard.
 

O capital em dívida são 25.000€ mas com juros de 30% as prestações são 900€ e vai pagar em 4 anos um total de 50.000€ (o dobro).

O Instituto do Cliente vai renegociar os juros e prazos dos seus créditos e empréstimos, reduzindo as suas prestações para apenas 500€ mensais,
poupa 400€ mensalmente durante 4 anos e no total evita pagar 25.000€ em juros abusivos.

As despesas de processo são apenas 6 x 75€, ou seja durante 6 meses poupa 325€ e a partir do 7º poupa 400€ mensais. O processo fica sem custos, paga-se pela poupança e ainda sobram 400€ por mês.

prestacoes

Reestruturação de créditos 

Tem empréstimo de habitação e ainda vários cartões e créditos.

O capital em dívida são 100.000€ do imóvel + 20.000€ dos restantes empréstimos, e as prestações são 600€ do imóvel + 800€ dos outros créditos, e vai pagar em 20 anos um total de 180.000€ (50% em juros).

Através de um processo de recuperação financeira você pode reduzir as prestações e os créditos; durante 4 a 6 meses (o tempo do processo) só paga a casa e depois só pagará 600€ da casa + 300€ dos restantes sem perder a casa. Poupa 500€ por mês durante 5 anos e no total evita pagar 30.000€ em juros e capital.

Se os honorários forem por exemplo de 2500€ (8% da poupança), pagam-se nos meses em que só paga a casa, ou seja durante 5 meses em vez de pagar 600€ os créditos, paga 500€ do processo, e a partir do 6º mês poupa 500€ mensais.

O processo paga-se pela poupança e ainda sobram 500€ a partir do 5º mês e durante 5 anos.

São estes 500€ por mês que a Troika lhe tirou, e que lhe fazem falta para viver de forma digna? Pois tenha-os de volta, só depende de si, contacte-nos e recupere a sua vida já!

casa

Consolidação de crédito

Tem vários cartões e créditos na Cofidis, Barclaycard, Cetelem, Oney.

O capital em dívida são 15.000€ mas com juros de 30% as prestações são 600€ e vai desenbolsar em 4 anos um total de 30.000€ (o dobro).

Vamos consolidar todos num crédito só, com um juro inferior, 15% a 20% em vez de 30%, reduzindo as sua prestações para apenas 450€ por mês.

Poupa 150€ por mês durante 4 anos e no total evita pagar 9.000€ em juros abusivos.

As despesas de processo são inferiores a 500€, só paga depois de tudo aprovado, e o valor será incluído na prestação mensal.

Alguns bancos, financeiras e cartões com quem renegociamos créditos e empréstimos:

Cetelem - Cofidis - Credibom - Oney - Credima - Barclaycard - Citibank -  Unibanco - Banco Totta Santander - Banco Popular - CGD/Caixa Geral dos Depósitos - BES/Banco Espírito Santo - BPI/Banco Português de Investimento -  BCP/Millennium - BANIF/Banco Internacional do Funchal - CCA/Caixa de Crédito Agrícola - DB/Deutsche Bank e Montepio Geral.

Casos de sucesso

Todas as histórias aqui relatadas foram previamente autorizadas pelos nossos clientes.

endividamento

Amélia Ventura, tentou sozinha encontrar soluções financeiras para reduzir os seus créditos e cumprir com as suas responsabilidades, mas as financeiras recusaram.

Pediu-nos ajuda com Cofidis, e conseguiu-se reduzir em 50% as prestações. Satisfeita com os resultados obtidos, voltou-nos a contactar para o “2º milagre” agora com Barclaycard, tendo sido possível reduzir em 60%.

dividas

José Manuel Grazina Barreto, por excesso de confiança, entrou numa situação de descalabro financeiro, pondo em perigo a própria vida.

Hoje com a nossa ajuda, transferimos os seus créditos de habitação e pessoais, reduzindo as prestações, é um homem que encara a vida com esperança, pensando que nada vale mais que a sua vida, sentimento que tinha perdido. É um homem livre, com uma nova vida pela frente.

credito

Paulo Silva, motivado pelo desemprego da esposa Rosa Carneiro, e custos com um filho autista, começou a atrasar as prestações do seu crédito habitação, tendo o banco posto a sua habitação em haste pública

Foi-lhe recomendado um advogado especialista, que conseguiu em tribunal suspender a venda do imóvel e o despejo para “o meio da rua”, e ainda hoje vivem no seu lar.

Quem somos

Este site é propriedade do Instituto do Cliente, entidade portuguesa especializada na resolução de problemas de créditos, empréstimos, dívidas e penhoras.